Rua Brilhante, 2361 - Amambaí - Campo Grande/MS
(67) 3331-3337 contato@tommudas.com.br

Cúrcuma

10305965_666618746767338_5692775160364344593_n

O gênero Cúrcuma inclui numerosas espécies que são amplamente utilizados em flores de corte não só pela sua beleza, mas também pela sua longa duração. O gênero é da família Zingiberaceae Cúrcuma e inclui várias herbáceas e rizomatosas, arbustiva e aromática, originária do Extremo Oriente e Austrália.

As plantas são caracterizadas por um grande rizoma, variadamente ramificado, que em algumas espécies, é uma parte de grande interesse comercial. As folhas são alongadas e com flores colhidas na inflorescência, variadamente coloridas de amarelo para laranja, dependendo da espécie e da variedade.

Cultura

A cúrcuma tem um crescimento ativo na primavera e no verão, assim como os rizomas durante o outono e inverno entram em dormência total. Na verdade, neste momento você deve deixar o rizoma seco e fresco, em um ambiente onde as temperaturas giram em torno de 17 ° C. Na primavera, quando os primeiros brotos começam a aparecer, você pode então retomar o cultivo normal. Elas devem ser expostas a luz indireta do sol diariamente, o contato direto com os raios solares podem queimar as folhas e flores.

4149168875 394047248c 240x300 Como cuidar da curcuma de vaso

A temperatura mínima de inverno a que os rizomas devem ser expostos não deve ser abaixo de 17 ° C, pois isso iria danificar a produção de flores. Assim como as temperaturas de verão não devem exceder os 35 ° C, porque isso iria prejudicar o crescimento da planta. Se você pretende reproduzir as plantas, elas devem permanecer sempre expostas às correntes de ar na primavera, quando o perigo de geada é inexistente, pois as correntes de ar são responsáveis pela polinização das plantas.

Rega

Toda a rega no verão deve ser intensificada, e é necessária para manter o solo sempre ligeiramente úmido, mas evite a água estagnada no pires do vaso que prejudica a planta encharcando o solo. Sendo uma planta nativa das regiões tropicais, é adequado manter um ambiente úmido em torno dela através da névoa freqüente na folhagem, usando sempre um borrifador. No outono, quando as folhas começam a amarelar, você deve suspender qualquer hidratação deixando as folhas secas completamente. Quando na primavera começará a soltar os primeiros brotos, então você precisa retomar gradualmente a rega.

Solo

Um bom solo para o desenvolvimento da cúrcuma é baseado em turfa para solo de jardim e areia, para fazer solos bem drenados. O vaso deve ser grande o suficiente, pois o rizoma tem um crescimento moderado.

Fertilização

A cúrcuma, a partir do momento em que começa a formar brotos, deve ser fertilizada regularmente até o amarelecimento das folhas, que acontece em meados de setembro, a cada duas semanas com um fertilizante líquido diluído em água para rega e sempre metade da dose do que o indicado na embalagem do fertilizante.

É aconselhável a utilização de um fertilizante que, além de ter a macro, tal como azoto (N), fósforo (P) e potássio (K), tenha também os “micro-nutrientes”, tais como o ferro (Fe), manganês (Mn), cobre (Cu ), zinco (Zn), boro (B), o molibdénio (Mo), todos importantes para o bom crescimento das plantas.

3038808301 b8a5ed86ca 300x225 Como cuidar da curcuma de vaso

Poda

As plantas Cúrcuma não são podadas. Você exclui apenas as partes da planta que seca ou torna-se danificada para evitar o surgimento de doenças parasitárias.

Multiplicação

A multiplicação de Cúrcuma ocorre por divisão de rizomas. É normalmente realizada no momento do transplante. Na primavera, divida os rizomas usando uma faca limpa, desinfetadas e afiada de modo a evitar o desgaste do tecido, e divida o rizoma em diversas partes cada uma com pelo menos 2 a3 folhas e raízes bem desenvolvidas. A superfície de corte tem que ser tratado com fungicida e produtos à base de enxofre.

(Fonte: http://www.comofas.com/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>